0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Oi Gente! tudo blz?
Hoje eu dediquei alguns minutos para escrever como eu comecei na fotografia de casamento, eu sei que você pode gastar alguns minutos lendo, mas vai ser bem interessante…..

O Início

Desde que comecei a trabalhar estive envolvido com a informática, eu adorava aquilo, mexer com servidores e aquele monte de fio me encantava. Mas foi em 2009 quando eu trabalhava na área técnica do banco Itaú em SP que conheci o Mauricio Santana um fotógrafo de bandas que deixou eu segurar pela primeira vez uma Canon! A sensação de ter aquela máquina com um monte de botões na mãe era indescritível! Então comecei a fotografar por hobby e continuei trabalhando no banco.

Eu sempre fui muito curioso e imperativo, então consegui desenvolver rápido algumas técnicas de fotografia e passei a fazer uma “ponta” em alguns eventos e shows e esse negócios de fotografar ia tomando conta da minha vida ao ponto de fazer serviços de graça somente pelo prazer de fotografar, e quantos finais de semana passei em frente ao computador editando feliz da vida! Foi nesse ponto que achei minha vocação… A Fotografia.

Decidi que queria fazer aquilo pro resto da vida, pois a vida no banco era repetitiva, todo dia a mesma coisa, mas eu também sabia que não poderia pedir as contas e sair fotografando, pois nessa altura eu já tinha um cargo legal dentro da empresa e já não ganhava tal mal como no começo rsrsrsrs.

Eu, fotógrafo de casamento?

Segui a vida trabalhando no banco para pagar as contas e estudando fotografia, quando em um evento da uma igreja evangélica o Silas pegou todo mundo de surpresa e pediu a Fabi em casamento, como eu estava lá já fiz as fotos do momento e quando enviei as fotos para a Fabi ela ficou maluca! rsrss E disse que eu seria o fotógrafo do casamento dela! Ai surgia o Ronaldo, fotógrafo de casamento. Em 2011 fotografei meu primeiro casamento e depois não parei mais.

Se eu pedi demissão do banco? Não! rsrsrsrs. Eu tenho um lema de vida “Ou faz bem feito ou não coloca a mão!” E no banco era da mesma forma, o que me rendeu o cargo de Coordenador de Tecnologia da Informação.

Em 2011 fui convidado a me mudar para o Rio de Janeiro para assumir a Coordenação de uma equipe de Service Desk em uma empresa de extração de Óleo e Gás, a Schahin Petróleo, e minha câmera sempre comigo. Morando no Rio comecei a conciliar o trabalho de coordenador com a fotografia, era uma loucura! Muito trabalho durante o dia, Faculdade a noite e eventos no fim de semana, mas tudo isso com o objetivo de sair da área de informática e viver só de fotografia.

Muita, mas muita gente disse que eu estava louco em trocar um cargo estável com um bom salário pra viver de fotografia. Só pra você ter uma ideia das experiências que tive cheguei a participar da construção de 2 navios sendo responsável por toda parte de TI da embarcação, confesso que foi muito bom isso e essas experiências me ajudaram muito na minha formação como profissional, até mesmo na fotografia, mas nada se comparava ao prazer de chegar o fim de semana para o corre corre dos casamentos.

A Motivação!

Eu comecei a vivenciar um ambiente onde eu lidava com executivos de alto escalão, almoçava com eles, participava de eventos, conversa com os Capitães das embarcações, uma hora é um Americano, outra hora um Filipino….
Mas todas essas pessoas tinham algumas características em comum, altos cargos, ótima estabilidade financeira, prestigio… E tudo isso estava ao meu alcance, eu sabia que a minha dedicação faria de mim um executivo de TI, e confesso que algumas vezes isso era bem tentador, “Será que a fotografia vai me proporcionar isso?”  mas um detalhe em comum me incomodava muito, nenhum deles tinham muito tempo para a família, viagens, reuniões compromissos tiravam de todos esses executivos o seu tempo com a família, não era essa vida que eu estava projetando para mim.
Meu projeto para uma vida casado não era esse, era poder levantar, tomar café na mesa com minha esposa e meus filhos, leva-los à escola, participar das atividades com eles. Ter muito dinheiro nunca foi minha meta de vida, foi quando percebi que a fotografia poderia me proporcionar isso. Então abri mão de todo o encanto do sucesso e prestigio para me dedicar ao que realmente importa, A FAMÍLIA!
No momento em que escrevo esse texto sou casado com a Lutiara, mulher da minha vida! Ainda não temos filhos mas já estamos plenejando isso… rsrs
Se você leu tooooodo esse texto é porque se interessou pela minha história e quero deixar um reflexão para você, alguma vez você pensou em desistir? Tem alguém dizendo que não vai dar certo? Eu te peço encarecidamente que desconsidere tudo isso e acredite em você!

Agora eu gostaria de saber se em algum momento você precisou tomar uma decisão importante e como foi! Deixe seu comentário!

PS* Abaixo te algumas fotos minhas da época dos “peixões” rsrsrs


Abraços e até mais!

Comentários

  1. […] a fotografia seria minha profissão eu era Coordenador de TI (você pode ler toda a minha história clicando aqui) cuidava de alguns projetos de Suporte técnico em Navios de Petróleo no Rio de Janeiro e depois […]

Fotógrafo de Casamento em SP - Michele e Carlos
Fotografo de Casamento

Acelarado, casado e Geek de plantão! Casado com a Lutiara é apaixonado por casamento. Deixou uma carreira na área de Petróleo para se dedicar a contar histórias de casais que se amam.